Gin, Tonic e uma pitada de Restraint

Advertisement

Gin, Tonic e uma pitada de Restraint




Bebericando um bom gin tónico é como encontrar uma camisa oxford do século 20 no armário e perceber que você ainda pode usá-lo hoje à noite no centro sem olhar fora de sintonia com o século que está preso em.

Ele simplesmente funciona.

Mas isso não impediu que bartenders obcecado-mixologia de tentar torná-lo melhor. Você vai encontrar alguns deles que não pode resistir enchendo um copo com mais e mais dimensões sabor, criando um gin tónico que é um espetáculo tão complicado, você quase não reconhecê-lo. A boa notícia, porém, é que muitas variações frescos e bem sucedidos estão sendo sonhado por bartenders e restaurateurs que não vêem a palavra "moderação" como um epíteto.

Graças a eles (e para um boom internacional em novos, gins tónicos e cuidadosamente elaborados), este é um bom momento para ser um bebedor G & T. Especialmente em Nova York.

"E então você atirar Dorothy Parker no topo," Eu ouvi um bartender dizem que a outra noite no Cata, um restaurante espanhol no Lower East Side. Por mais que eu adorei a imagem de uma das grandes inteligências da Távola Redonda do Algonquin descansando em uma cama de gelo, o barman estava se referindo a uma marca de gin, um que é feito em Brooklyn e em homenagem a alguém que sabia um pouco sobre os prazeres de bebidas alcoólicas destiladas.

Gin, Tonic e uma pitada de Restraint

Cata oferece uma gama impressionante de gin e tônica: 25 na última contagem, embora a lista continua crescendo e evoluindo. E sua inspiração é a moda de torções frescas no cocktail em cidades como Madrid e Barcelona. Você pode dizer a fórmula espanhol é manter o tradicional, sem confusão abordagem (gin tónico no gelo), mas para contornar a cal habitual e substituir esse enfeite com novas correntes de especiarias e frutas que (idealmente) trazer os botanicals em o gim.

Para a minha primeira tentativa em Cata, o barman confusa suavemente um kumquat halved no fundo de um copo. Ele caiu em um pouco de gelo, em seguida, vários dentes secos e mais uns dois kumquats, vertida em algumas onças de o gin Dorothy Parker e deslizou o copo na minha direção. Foi acompanhado por uma garrafa de Schweppes tônica. Eu estava livre para usar tanto ou tão pouco como eu queria.

Propaganda

Continue lendo a história principal

Eu queria mais (cocktails, quero dizer). Você vai encontrar um gin tónico e lavanda no menu em Cata. Um alcaçuz, também. Outra com coentro, outro com anis estrelado, e outra com o óleo aromático de um grande casca de laranja. Cada versão utiliza um gin específico. Pode ser o botânico ou Boodles ou Bluecoat ou porta da morte; a tônica pode ser Fever-Tree, Q, Fentimans, White Rock ou Schweppes. Em cada caso, a equipe da Cata passou por dezenas de julgamento corre para suss para fora as combinações que dão a cada gin os holofotes adequado.

Gin, Tonic e uma pitada de Restraint



Propaganda

Continue lendo a história principal

"Queríamos ser simples", disse Michel Vasilevich, que supervisiona bebidas para Cata. "Nada infundido. Nada avassalador. Gin é bonito em sua própria já. "

Gin, como amor, pares sem esforço com picadas salgados, gordurosos de comida, como tapas. Por isso, só faz sentido que o estilo espanhol de gin tónico e foi surgindo em lugares como Cata, Tertulia, Boqueria e La Vara, no Brooklyn, onde um "gin tónico-" vem em um vidro grande que se sente como uma taça Ibérica com uma onda de casca de limão perfumado saindo.

Se ele está de volta na moda agora, a Espanha recebe parte do crédito, mas o mesmo acontece com todo o artesanal, DIY abordagem para ingredientes. Per Se, templo culinário de Thomas Keller no Time Warner Center, criou algo de um ano de mexer para trás quando ele começou a oferecer um cocktail misturado com pó quina, o ingrediente tradicional usado para fazer água tônica.



Continue lendo a história principal

Gin, Tonic e uma pitada de Restraint


Agora, tônico-fabricada cozinha é uma medalha de honra em determinados lugares em todo o país.

Considere Pedro Gonçalves, o homem encarregado de vinho e bebidas no Oceana, um restaurante Midtown que se orgulha em meia não só gins de todo o mundo, mas quatro diferentes tons de tónico: doce, amargo, citrus e picante. Um tempo atrás, o Sr. Gonçalves, um amante da G & Ts que tem raízes familiares em Portugal, encontrou-se perguntando: "Por que as pessoas têm uma grande gin tal, e, em seguida, arruiná-lo com um tónico genérico? É o tipo de me incomodou. "

Então, com um olho para evocar o seu próprio xarope de quinino, ele ordenou um estoque de quina em pó a partir de Peru. "Eu era como, 'OK, o que diabos eu faço com isso?' ", Lembrou. "Honestamente, eu realmente não tem idéia." A filtragem de sedimentos acabou por ser um desafio, mas através de tentativa e erro, o Sr. Gonçalves descobriu como fazer tônica.



Continue lendo a história principal

Gin, Tonic e uma pitada de Restraint


"Quinino tem uma história", disse ele. "Os nativos sul-americanos costumavam usá-lo como um relaxante muscular. É bom para você. Depois de um dia de trabalho duro, o seu corpo está cansado. "

Agora é uma questão de persuadir os clientes a dar o relaxante muscular uma tentativa. O cocktail muitas vezes parece diferente com um tônico feita em casa. Sua cor pode assemelhar-se chá gelado. "No começo, as pessoas eram como, 'Uau, isso é tipo de escuro'", disse ele. Mas o Sr. Gonçalves continua a ser tão convencido de que "tudo o que é produzido em massa não vai ter a mesma atenção aos detalhes" que ele usa um tipo estranho de marketing reverso. Sidle até o bar no Oceana e ele vai cobrar-lhe um dólar extra se você pedir Schweppes.

Nem todos os bartenders concordaria com essa política. Muitos deles irá dizer-lhe que é difícil de bater o prazer de tônicos pré-fabricados, como Fever-Tree, Fentimans e, sim, Schweppes.

Propaganda

Continue lendo a história principal

Continue lendo a história principal

"Esse é o seu negócio", disse Tyler Pitman, o diretor de operações e bebida gerente nacional de Todd English Enterprises. "Eu não vou fazê-lo melhor do que eles." O Sr. Pitman montar a receita para um gin tónico que é servido no bar no Todd Inglês Food Hall, o empório gastronômico no Plaza. É feito com Fever-Tree tônica, gin Hendrick, uma fatia de grapefruit, uma pitada de cardamomo fresco ralado e uma folha de manjericão que é aplaudiram entre duas mãos para promover o lançamento de sabor.

Sr. Pitman acredita que a chave para a infra-estrutura de um bom G & T está aderindo à receita clássica, ele disse.

Na verdade, se o coquetel tem um equivalente no cânone literário americano, que tem que ser "O Grande Gatsby", o grampo Jazz Age por F. Scott Fitzgerald.

Tanto o livro quanto a bebida conseguem se deparar com tão simultaneamente elegante e igualitária, e como você se sente sobre um "reinventado" G & T pôde apenas correspondem ao modo como você se sente sobre a versão cinematográfica recente de "Gatsby", de Baz Luhrmann, o diretor australiano que parece ter perdido sua vocação como um designer de passeios de carnaval vertiginosas.

Em cada caso, pode ser melhor não deixar as coisas ficarem fora de mão? O cavalheiro executar o bar no Projeto Greenwich, um novo centro de ponto, concordo. Ele rebateu a idéia de fazer a sua própria tônica depois de algum falhou experiências de alguns anos atrás. "Nós tentamos isso, mas decidimos contra isso", ele disse no outro dia, depois de explicar que um modelo pode ser encontrado em "Dr. Não ", o romance de Ian Fleming, durante uma cena em que James Bond pede um casal com um limão inteiro. "Não fomos capazes de obter algo que nós realmente amamos a cada momento. E muitas pessoas que querem um gin tónico só quer o clássico. "Ouça-se. Há uma razão extra para crer que o homem no bar no Projeto Greenwich sabe o que está falando. Seu nome, afinal de contas, é Scott Fitzgerald.